sábado, 2 de junho de 2012

E eu deixei o orgulho e fui.

163347_4109841064751_1244839404_33950540_1309492049_n_large
Ele me pediu pra ir. E eu fui. Fui porque meu orgulho é maior que toda minha vontade de ficar. Fui porque estava cansada, exausta de dar todo o meu amor em troca de nada. Uma hora a gente cansa, sabe? Eu poderia ter implorado pra ele me dar mais uma chance, poderia ter dito que não sairia de perto dele nem por um segundo. Mas eu ja tinha me rebaixado tanto…tanto que simplesmente peguei minhas coisas e sai pela porta, dessa vez pra nunca mais voltar. Ele é um canalha, um idiota imbecil que viu a mulher que mais o amou sair pela porta e não fez nada. Nada, absolutamente nada, acredita cara? Viu o tamanho da burrice que ele é? Ja se passaram 145 dias e ele nunca me ligou. Nunca pediu pra eu voltar. E eu confesso que se ele tivesse pedido, eu tinha voltado, cara. Eu engoliria todo esse meu orgulho ferido e voltaria. Eu olhei meu celular de 5 em 5 minutos desde que eu sai por aquela porta, na esperança de que se ele não tinha coragem de falar cara a cara, que pelo menos me mandasse uma mensagem, e nada. Encontrei um cara legal, que me ama e que faz tudo pra me fazer feliz. Mas não é a mesma coisa. Esse carinha é engraçado, mas nunca me fez soltar gargalhadas escandalosas por uma piada sem graça nenhuma que nem ele. Ele me leva as finais de campionato, mas ele torçe pro são paulo, e eu pro corinthians. Ontem mesmo ele me levou pra jantar num restaurante famoso, mas a comida não era melhor que seu macarrão instatâneo. Os pijamas dele não me servem…ficam todos esquisitos em mim, mas o seu parece que foi feito pra mim, e não pra você. Ele nunca saiu com os amigos pra beber sem mim. Eu digo que ele pode ir…mas ele diz que não seria justo comigo. Quanto a você…não precisava nem pedir que você saia com seus amigos, bebiam, mas eu sei que você nunca me traiu. Semana passada tivemos uma briga feia, falamos coisas horríveis um pro outro, e no outro dia seguinte ele me mandou flores e um anel de brilhantes, acredita? Se fosse você escreveria um poema na última folha do seu caderno e jogaria por debaixo da porta. E eu te ligaria mandando você vir pra minha casa, fariamos amor e ficaria tudo bem. Acabou, não é? Você tinha tudo, me tinha na palma da mão, tinha alguém que te amava e a deixou ir embora. Viu a única pessoa que valia a pena ir embora e não fez nada. E sabe o que é pior nisso tudo? É que se você me ligasse agora, me pedindo pra voltar, eu voltaria. Eu largaria aquele carinha agora pra voltar contigo. Você é um idiota imbecil que não sabe de nada. E agora esta sozinho, e perdendo a única pessoa que um dia te amou de verdade. Olha, o telefone ta tocando, vou la atender, vai que é você…


- Altoria - aprendiz de garoto.
por Ana Karolyna

Nenhum comentário:

Postar um comentário