quarta-feira, 27 de agosto de 2014

ENTRE ASPAS: ASTRONAUTA

Parte 3:  Nem sempre estive aqui
Sei de onde vim e pra onde quero ir
Nem sempre que te vi
Tive vontade de sorrir ou de refletir

E nem sempre recebi um abraço
Com a mesma força que entreguei
Nem sempre senti que havia laço
Com aquela cruz que eu carreguei

Me sinto mais forte hoje em dia
E era a sorte que eu tinha
É que vi na morte uma travessia
Através do norte, eu subia

Às vezes eu me guiava pelo vento
E até me perdia no tempo
Mas pude encontrar o meu templo
No que até hoje, enfrento

E em frente a mim, nada mais
Apenas esse momento de paz



 Autoria:  Ferdinando Franz 

Por : A.K

Nenhum comentário:

Postar um comentário