terça-feira, 28 de agosto de 2012

Música, só você me entende.

226092_344041599016928_1722378389_n_large
Versos simples de uma música comum é capaz de decifrar os meus sentimentos de um modo que nem eu mesma conseguiria. Como se aquela música foi escrita através da minha história, a letra se encaixa perfeitamente. Não importa o gênero musical todas as músicas descrevem exatamente o que estou sentindo. Solitária, ferida, coração partido. Toda música me define. Nos momentos de tristeza não desabafo com ninguém e nem conto os meus problemas para a primeira pessoa que vejo. Coloco o meu fone de ouvido com a música no último volume e deixo a música falar por si. Fico o dia inteiro trancafiada dentro do meu quarto escutando um rock n’ roll bem agitado ou um pop bem suave. Gosto de músicas que me fazem refletir sobre tudo, sobre a vida, sobre as pessoas, sobre as minha atitudes, como se fosse uma lição de moral. Gosto de músicas que me animam quando estou com a auto-estima baixíssima, aquelas músicas que fazem o corpo remexer. Gosto de músicas que contam sobre o coração partido e sobre aquele canalha que te magoou, como se a música te entendesse. Algumas músicas foram feitas somente para mim, como se o cantor me aconselhassem sobre os meus problemas através da música. As letras contam exatamente o que estou passando e nem o melhor psicólogo do planeta me ajudaria. A música é a melhor amiga que poderia existir, ela te compreende, não te julga, somente te ajuda como ninguém seria capaz de ajudar. A música é o melhor remédio para todos os momentos principalmente os melancólicos. Quando estiver triste é só ligar a música no último volume e deixar ela te falar sobre os seus sentimentos, ela contará detalhes que nem sabemos mas sentimos o tempo todo.

(Ana Karolyna) 

Nenhum comentário:

Postar um comentário