quinta-feira, 1 de setembro de 2011


Nenhuma palavra dita fará com que você me compreenda, se verdadeiramente não souber ler o que transpareço. Portanto, nada de deduções. Sou um filme sem legenda, só quem fala minha língua consegue me entender.

Nenhum comentário:

Postar um comentário