quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

— that’s cool but I do not care,


Tem tanta coisa fora do lugar, cara. Tenta coisa que precisa ser refeita, repensada. Tanta confusão. Eu não consigo mais nos entender, cara. Um dia somos um começo de namoro, no outro, somos um casamento em crise. Eu to tentando, to me esforçando. Mas pra isso eu preciso que você também não desista. Eu nunca quis tanto que uma coisa desse certo, como eu quero “nós”. Eu to tentando arrumar minha confusão pra que você possa entrar, mas eu também preciso que você arrume a sua. Porque eu também quero entrar, e ficar. Eu preciso entrar porque por mais que eu negue, eu preciso de você. Porque mesmo sendo um idiota é em você que eu penso quando vejo uma coisa engraçada. É pra você que eu ligo quando tenho pesadelo. É pra você que eu corro quando todos correm de mim. Porque você, por mais complicado que seja, você nunca corre de mim. E porque por mais complicada e boba que eu seja, mesmo sem poder fazer nada, você sempre esteve aqui. Você sempre está aqui. Porque você sabe que não dá pra fugir disso. Você sabe, cara, seu lugar é aqui. 

(Ana Karolyna)

Nenhum comentário:

Postar um comentário