quinta-feira, 22 de novembro de 2012

ENTRE ASPAS: ELA E ELE


Tumblr_m2ulwivxel1r182g0o1_500_large
Ele: Oi. 
Ela: O que você quer, idiota?
Ele: Quero que você pare de me chamar idiota. 
Ela: Não, idiota. 
Ele: Tá, chatinha. 
Ela: Eu não sou chata! 
Ele: E eu não sou idiota. 
Silêncio. 
Ele: Ei. 
Ela: O que? 
Ele: Desculpa. 
Ela: Pelo que? 
Ele: Você não é chata. 
Ela: Tá. 
Ele: Não vai falar que eu não sou idiota? 
Ela: Não, você é idiota mesmo. 
Ele: Eu sei. 
Ela: Não vai nem se defender? 
Ele: Mas eu sou um idiota, um completo imbecil. 
Ela: Por quê? 
Ele: To apaixonado por uma menina. 
Ela: Quem? 
Ele: Não posso te contar. 
Ela: Tá. 
Ele: Quero saber se ela gosta de mim também. 
Ela: Então conta pra ela, ué. 
Ele: Acabei de contar. 
Ela fica corada instantaneamente, e sorri. 
Ela: É, acho que já sei quem é. 
Ele: Acha? 
Ela: Sei. Bem chatinha essa garota, né? 
Ele ri. 
Ele: É. 
Ela: Já sei quem é, então. 
Ele: E...? 
Ela: Acho que ela também está apaixonada por você, não tenho certeza. 
Ele sorri, abobalhado, e a puxa pela cintura. 
Ele: Ah, você acha? 
Ela: Acho. 
Ele: Do que você precisa pra ter certeza? 
Ela: Não sei. 
Ele a puxa pra mais perto, e dá vários beijos em seu pescoço. 
Ela: Essa garota é bem forte, viu? 
Ela não se rende à covardias como beijos no pescoço. 
Ele dá uma risada, aquela risada que ela tanto amava, e então os dois sorriem um para o outro. 
Ele: Então, acho que vou ter que apelar um pouco mais... 
Ele vai se aproximando de sua boca, e ela não se mexe. Seus lábios finalmente se tocam e ele a beija de verdade. Ela não interrompe. 
Ela: É, talvez ela esteja apaixonada por você também. 
Ele: Só talvez? 
Ela: Só. Esqueceu? Ela é bem chatinha.
Ele: É mesmo, minha chatinha. 
Ela: Sua chatinha? 
Ele: Só minha. 
Ela: Tem uma condição. 
Ele: Qual? 
Ela: O idiota vai ter que ser meu. 
Ele: Não se preocupe. 
Ela: Por quê? 
Ele: Já é seu há muito tempo.

Autoria : Gustavo Gomes

Por - Ana Karolyna

Nenhum comentário:

Postar um comentário