sexta-feira, 23 de março de 2012

Medo de Ter Medo.


Me senti presa em um mundo criado por mim, de repente minhas mãos estavam atadas a correntes firmes e largas, meus olhos fechados e cegos pelo escuridão, eu gritava muito porém minha voz não se ouvia, eu não sabia o que estava acontecendo ao certo, senti meus pés fora do chão e meu coração batendo desesperadamente, minhas mãos frias começaram a suar, eu lutava e lutava contra aquele monstro, mas ele sempre ganhava de mim, eu monstro invencível, um monstro camuflado, um monstro chamado “medo”.




Ana Karolyna

Nenhum comentário:

Postar um comentário