terça-feira, 7 de junho de 2011


Parecia que meu corpo tinha entrado em conflito com minha alma ao ouvir ele dizer ‘eu não vou mais voltar’. Tudo o que era claro se apagou, lembranças de algo que tinha apenas começado vieram em minha mente como flashback, e tudo o que eu conseguia fazer naquele momento era chorar, e me perguntar o por que de aquilo estar acontecendo. Eu continuei ali, intacta, paralizada sem ao menos uma resposta concreta, apenas com o som do adeus ecoando em minha cabeça.

Nenhum comentário:

Postar um comentário