quarta-feira, 20 de abril de 2011


De certa maneira
Mais nada consigo dizer.
O brilho de cada palavra começa a escurecer.
Meu  pequeno, onde está você?
Fico com medo de tudo perder
E em meu diário começo a escrever.
As pessoas ao meu redor...
Ninguém ira entender.
Durante o dia,
Apenas sozinha.
Durante a noite,
Algum anjo caído.
Sem minhas asas,
O que posso fazer?
Sem você,
Como posso viver?

Nenhum comentário:

Postar um comentário